Governança Coorporativa por ZMB Advogados

Como o advogado pode atuar como business partner

Saiba quais são as habilidades e características mais requeridas 

O departamento jurídico pode ser encarado como somente mais um setor na empresa. Mas, com as mudanças e exigências de mercado, os profissionais passaram a exercer papéis estratégicos que garantem vantagem competitiva à empresa onde trabalham. E, assim, advogados se tornaram business partners.

HABILIDADES – A primeira competência para quem deseja  atuar com business partner é a técnica, chamada de hard skill. “Ter boa formação, sólidos conhecimentos de direito empresarial, visão generalista e versatilidade são competências de um advogado BP. Além disso, precisa conhecer não apenas o business da empresa, mas especialmente a cultura corporativa. É necessário ter a noção clara do ambiente/mercado em que está inserido, explica o especialista em carreiras, Anderson Luís Gomes.

MUDANÇAS – O business partner tem uma atuação variada interagindo com as áreas que vão além do conhecimento técnico/jurídico. “Nesse formato, além de entendimento e particularidades de cada negócio, é preciso ter habilidade de interação com time, visão ampla do negócio e estar alinhado ao planejamento estratégico da companhia”, aponta Gomes. Conhecer fontes de receita e despesa, processos, procedimentos internos, competência e missão de cada área são condições que contribuem efetivamente na produção de resultados. O chamado “Jurídico sem gravata”, que transita em todas as equipes, permite visibilidade ampla sobre os dados gerenciais, além de avaliar riscos, e orientar para que as decisões sejam tomadas de forma mais madura e consciente.

O perfil generalista, com sólidos conhecimentos em Direito Empresarial, liderança e um bom lado relacional permitem ao profissional contribuir com  a desburocratização, sinergia e maior velocidade nas tomadas de decisões da empresa. “As empresas que migraram para o novo modelo conseguem obter a prevenção de ameaças e contribuem para que a organização cumpra seu objetivo social. O trabalho do departamento jurídico moderno é estar ao lado dos executivos, somando conhecimento nas decisões da corporação”, conclui Gomes.

Matérias Relacionadas